beauty || July 2, 2021

Fiz a minha primeira cirurgia plástica!

by

Marco a primeira consulta na Clinica MyMoment no dia 31 de Maio. Conheço o Dr. Nuno Fradinho e explico-lhe as minhas preocupações.


Levantar o peito sempre esteve no meu mindset sobretudo depois de ter filhos. Eu e o meu peito sempre tivemos uma relação cordial por assim dizer, mas 4 gravidezes (duas não evolutivas) e algumas dietas pelo meio, deixaram-no descaído, o que me causava um certo desconforto! Nada que me tirasse o sono, mas havendo possibilidade de corrigir isso, por que não?
Estava sentada no consultório do Dr. Nuno, começamos a tirar  medidas e a estudar soluções e explico que gostaria de “ficar com o meu peito”, o mais natural possível,  mas … levantado! A resposta chegou com o nome de mastopexia sem protéses, que tendo em conta o meu desejo e as características do meu peito, seria o ideal. Estava igualmente disposta a ficar com cicatrizes. Deixámos duas hipóteses em cima da mesa: uma mastopexia peri aureolar (onde o corte é feito em volta da aréola), que deixa cicatrizes mais disfarçadas e quase invisíveis ou uma cicatriz vertical, que embora deixe uma cicatriz maior, permite um lavantamento do peito mais firme!

Com os prós e os contras no prato da balança, uma semana depois estava no bloco operatório. A decisão de não optar por próteses foi unânime entre mim e o Dr. Nuno. Aliás, tudo aqui é discutido em conversas entre médico e paciente. O objectivo é sempre alcançar um resultado natural – algo em que sempre concordámos! Esta é aliás, uma das premissas da Clinica MyMoment!
A mastopexia sem proteses, para que percebam, também conhecida como lift mamário, permite melhorar a forma, remover o excesso de pele e conferir volume à mama (neste caso quando são usadas próteses), permitindo que a mama adquira um aspecto mais jovem.
É o tipo de intervenção que demora mais ou menos 2h30 e é feita com anestesia local, com sedação. Se é para sempre? Não propriamente! À medida que envelhecemos é natural existirem mudanças no nosso corpo, mas uma coisa é certa: os resultados dependem de outros factores para além da cirurgia em si. Aliás, diria que é um compromisso entre nós e o médico! Para além dos resultados poderem variar até pelas próprias características da nossa pele/corpo e o cumprimentos das recomendações do pós-operatório!
Antes da operação propriamente dita há todo um rol de exames que devem fazer  (mamografia, ecografia mamária, análises ao sangue, etc. ) Tudo é explicado ao mais ínfimo pormenor. Seguem-se as recomendações pós-cirúrgicas: nada de esforços nos primeiros tempos, inibição de conduzir durante 3 semanas, nada de dormir de barriga para baixo, exercício fisico só após 1 mês, cuidado redobrado ao sol e o uso de um soutien específico 24/7 durante o primeiro mês.
Todo o ambiente que se vive no bloco operatório é calmo. Sim, calmo. Todos em sintonia para que me sentisse o mais segura e protegida possível. Toda a equipa foi / é fenomenal. Antes  de entrar para o bloco, o Dr. Nuno faz as marcações no corpo, com pequenos traços, e minutos depois estou a entrar num sono de beleza profundo!
Acordo passado algumas horas com muito, muito sono, resultado da sedação, e com uma enfermeira que me oferece qualquer coisa para comer. Peço um chá e umas bolachas e fico reconfortada. O Dr. Nuno explica-me que optámos pela cirurgia em T porque o resultado seria muito melhor e eu aceno com a cabeça que sim! 🙂
Agarro no telefone para avisar o marido que “já está”, com um peito ainda inchado, mas nitidamente “diferente” e uma boa dose de boa disposição. Trago comigo uma caixinha de medicamentos para tomar em casa e em poucas horas estava a caminho de casa! Zero dores durante todo o processo, posso garantir! 🙂

Algum incómodo, sim, mas perfeitamente natural. Entendo que a dor é muito pessoal e intransmissível, mas além do desconforto dos drenos (sim, há drenos, mas que em  3 dias são retirados – se estiver tudo ok!), algumas nódoas negras, que rapidamente são absorvidas pelo corpo … tudo é muito bem suportado! No dia seguinte à cirurgia e após horas e horas a dormir que nem uma princesa ahahah (tive mesmo muito sono!), repousei bastante em casa, fiz gelo, seguindo todas as recomendações das enfermeiras (que estavam sempre comigo, à distância de um WhatsApp!). A equipa MyMoment está sempre disponível para esclarecer todas as dúvidas e isso também nos tranquiliza bastante 🙂 O banho é aconselhado passado 2, 3 dias e os pontos são retirados passados 3 semanas, mais ou menos. Os dias vão passando e o desconforto é cada vez menor! Aliás, no meu caso tinha de me mentalizar que não podia fazer certas coisas em casa, porque sentia-me tão bem que por vezes me distraia nas tarefas domésticas! Os miúdos ficaram com as avós durante os primeiros 4 dias e esta foi sem dúvida a melhor opção que tomámos! Ao fim do terceiro dia as saudades começaram a apertar, mas tinha consciência que era um esforço necessário. O Frederico exige muita atenção da minha parte e assumi que nesta fase seria melhor não arriscar!
Nos dias que se seguem à cirurgia, as massagens de drenagem linfática são recomendadas para eliminar o excesso de líquidos e, que  além do alívio que promovem, ajudam imenso na recuperação! A Clinica MyMoment garante igualmente este acompanhamento, sempre muito presente!

Quase um mês depois da mastopexia, voltaria a repetir tudo sem hesitar! O peito tem a forma que sempre idealizei, praticamente sem inchaço e as cicatrizes melhoram dia para dia, sempre com muitos cuidados da minha parte! Os resultados dependem muito também do nosso empenho e comprometimento . Diria até que é 50% para cada lado: trabalho médico e trabalho do paciente!
Isto para vos dizer que tudo aquilo que fizermos com o nosso corpo para nos fazer sentir melhor, mais confiantes e felizes será sempre um motivo para sorrir 🙂

Um beijinho.
Cátia
__
Deixo-vos com o registo em vídeo dos dias que antecederam a cirurgia, do dia D e o pós-operatório, 3 semanas após.
Parte I 
Parte II 

@styleitup.catia

Cátia

Hi! I’m Cátia, style and beauty blogger at Style it Up