lifestyle || March 29, 2014

Exercício durante a gravidez. Sim ou Não?

by

Desde sempre pratiquei exercício fisíco. Houve fases menos activas (é verdade!) mas antes de saber que estava grávida andava bastante entusiasmada com as corridas até! A partir do momento em que soube, nunca pensei em desistir (a não ser, claro, que houvesse alguma recomendação médica contrária – o que não aconteceu! :). Tenho tido uma gravidez santa neste sentido e aproveitei-a ao máximo! Comecei a fazer exercício no Centro Pre e Pós Parto de Entrecampos e senti-me sempre muito bem! (Já tinha aliás partilhado essa experiência aqui). Como sei que há muitas meninas que têm dúvidas sobre a prática de exercício fisico durante a gravidez, achei que seria interessante falar com a melhor especialista nesta matéria em Portugal! The one and only Tatiana Dominguez, especialista em Prescrição de Exercício na Gravidez e Pós Parto.

Tenho a certeza que vos vai ajudar a tirar muitos macaquinhos da cabeça! 😉

 

Quais os principais benefícios da ginástica antes da gravidez?

A prática de atividade física durante a gravidez é muito importante e benéfica para a mulher e para o bebé, tanto para uma gravidez saudável, como para ajudar uma mulher a voltar à sua composição corporal anterior a gravidez. A gravidez não deve ser entendida como um estado de infinitas limitações e as mulheres que tenham gravidezes de baixo risco devem ser incentivadas a iniciarem ou a continuarem a envolver-se em atividades físicas.

Entre os benefícios do exercício físico durante a gravidez destacam-se: a melhoria da condição física global; a melhor adaptação cardiovascular à nova situação hemodinâmica; a prevenção da diabetes gestacional e do aparecimento de varizes; um menor aumento de peso corporal e adiposidade; a promoção de uma postura correcta durante a gravidez e consequentemente a prevenção de lombalgias; a melhoria da auto-imagem e da auto-confiança e uma rápida recuperação no pós-parto.

Que tipo de exercícios são recomendados?

Para se iniciar um programa de exercícios deve considerar-se a individualidade biológica e o estilo de vida de cada mulher, pois o sedentarismo anterior a gravidez e algumas patologias têm influência na prescrição do treino. Desta forma a grávida deve ser acompanhada/aconselhada por profissionais especializados. Os exercícios mais recomendados são todos os que não envolvem impacto, ou risco para a mãe/ bebé. As atividades físicas que não são recomendadas, são todas as que envolvam impacto, risco de queda, atividades de mergulho ou quaisquer outras que possam oferecer sérios riscos de traumas para a grávida e para o bebé.Também deve evitar qualquer tipo de atividade competitiva devido ao contato físico entre as praticantes, mesmo que a mulher já pratique essa atividade, ela deve ser interrompida durante a gravidez.

 

Quais os exercícios que podemos fazer no nosso dia-a-dia?  

No contexto do dia-a dia o ideal será realizar caminhadas e fazer exercício especificos para a musculatura pélvica. É importante recordar que a hidratação é uma preocupação constante mas durante a gravidez torna-se crucial, assim como uma alimentação equilibrada para um bem estar da grávida e do bebé.

Com que tempo de gravidez devo comecar a fazer exercício? 

Todas as grávidas devem aconselhar-se junto do seu médico sobre a prática de atividade física, sendo que todas as grávidas sem prática de atividade física anterior à gravidez devem aguardar pelas 12 semanas para então iniciarem alguma atividade. Todas as mulheres que sempre praticaram atividade física no período anterior a gravidez podem continuar a praticar no primeiro trimestre com as devidas alterações (sempre com a autorização médica) e acompanhadas por um profissional especializado.

As principais recomendações:

Devem ser evitadas as posições de decúbito dorsal (deitada de costas após o primeiro trimestre). Esta posição está associada a uma diminuição no aporte de sangue ao feto. Devem, também, ser evitados longos períodos de pé sem movimento. Na gravidez a mulher possui uma instabilidade articular e ligamentar devido à hormona relaxina, uma das funcões desta hormona é “amolecer” os ligamentos e articulações, especialmente da zona pélvica, mas que afecta todo o corpo. Esta “instabilidade articular “deve ser tido em conta durante a realização de exercício.

A prática de exercício físico por grávidas é bastante incentivada nos dias atuais por vários profissionais da área da saúde, como médicos e professores de educação física. No entanto, trata-se de um grupo especial e existem contra-indicações a respeito da prática de atividade física regular durante a gravidez. Essas contraindicações são subdivididas em contra-indicações absolutas e relativas.

Quais as contra-indicações absolutas para o exercício durante a gravidez?

Doença do coração significativa hemodinamicamente 

Doença pulmonar restritiva 

Cérvix incompetente 

Gestação múltipla de risco para trabalho de parto prematuro 

Segundo ou terceiro trimestre de hemorragia persistente 

Placenta prévia após 26 semanas de gestação 

Trabalho de parto prematuro durante a atual gravidez ou na gravidez anterior 

Ruptura de membranas de pré – termo 

Hipertensão induzida pela gravidez

 

Contra-indicações relativas para o exercício durante a gravidez 

Anemia grave 

Arritmia cardíaca materna não avaliada 

Bronquite crónica 

Diabetes tipo I mal controladas 

Obesidade mórbida extrema 

Peso insuficiente extremo (índice de massa corporal < 12) 

História de vida extremamente sedentária 

Atraso no crescimento intra-uterino na gravidez atual 

Hipertensão mal controlada / pré-eclampsia 

Limitações ortopédicas 

Desordem de apreensão mal controlada 

Doença da tiróide mal controlada 

Fumador excessivo 

 

Quando é que é necessário interromper a atividade física?

A atividade física poderá ser realizada até ao final da gravidez, sendo que existem alguns sinais de alarme para a interrupção do exercício físico.

 

Sinais de alarme para pôr termo ao exercício físico durante a gravidez e falar com um médico 

Quaisquer sinais de perda de líquido ou sangue vaginal 

Inchaço repentino de tornozelos, mãos e face (edema generalizado) 

Tromboflebtite (Inchaço, dor e vermelhidão nas pernas) 

Perdas momentâneas ou perturbações da visão, fortes dores de cabeça persistentes ou tonturas 

Aumento da FC ou da PA persistentes após o exercício 

Fadiga excessiva, palpitações ou dor de peito 

Contracções persistentes (+ de 6 a 8 por hora ) que possam estar relacionados com início do trabalho de parto 

Insuficiente ganho de peso (menos de 1kg por mês durante os 2ª e 3ª trimestres) 

Dores abdominais sem causa aparente 

Perda de líquido amniótico

Referência: Segundo a american College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG), (ACSM, 2000, 2001) 

 

Se tiverem dúvidas, não deixem de consultar o vosso médico 🙂

 

 

Cátia

Hi! I’m Cátia, style and beauty blogger at Style it Up

Comments

  1. March 30, 2014

    Pronta e Vestida

    Daqui a uns tempos, se tudo correr bem, volto a ler com mais atenção 😉

    http://www.prontaevestida.com

  2. April 5, 2014

    Joana Cruz

    Exercício SIM!!! Também estou grávida de 6 meses, e sempre fiz exercício ( há anos e anos), com a gravidez a correr sobre rodas não havia motivo para parar, tenho feito religiosamente, embora com menos intensidade do que fazia antes de engravidar e só me tem feito sentir bem! 🙂

  3. April 8, 2014

    vidas da nossa vida

    Apesar de não ser muito desportista, sempre fiz exercício durante a gravidez e no pós parto. Descobri o centro de Entrecampos quando estava grávida do meu primeiro filho, que tem agora 4 anos, e tive aulas sempre com a Tatiana. Da última gravidez, já não tive sempre aulas com a Tatiana, porque ela também teve o bebé dela. Para mim, aquele centro é fabuloso e recomendo a todas as mães. E no pós parto é maravilhoso fazer exercício e poder levar os nossos filhos, onde são lindamente tratados e onde todos nos sentimos bem. Espero voltar a visitá-los a todos, mais uma vez, na minha terceira gravidez… que ainda é só uma vontade, mas que espero que se venha a realizar quando o meu baby pequenino crescer mais um bocado. Boa sorte e tudo a correr bem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *