beauty || May 19, 2015

dark spots

dark spots_styleitup.001

Cada vez mais mulheres têm manchas na pele e as dúvidas sobre este tema são mais-que-muitas. É sempre um tema muito bem recebido aqui no blog, por isso decidimos aprofundar um pouco o tema, com alguém que percebe realmente do assunto. Falámos com a Dra. Madalena Gusmão, Farmacêutica e Diretora Geral da Caudalie Portugal, para vos esclarecer algumas dúvidas:

A melanogénese é o processo de produção de melanina, pigmento responsável pela produção de um tom acastanhado na pele, que quando em equilíbrio nos confere um belíssimo tom uniforme à pele. Este processo dá-se nos melanócitos, pequenas células existentes na membrana basal da epiderme (camada superficial da pele), verdadeiras “máquinas” que, com a exposição ao sol, transformam um percursor existente na nossa pele, a tirosina, na dita melanina. Alguns de nós, com pele mais clara, portanto com um fotótipo mais baixo, têm capacidade de produção inferior da chamada “eumelanina”, a que nos dá o tom acastanhado, enquanto as peles com fotótipo mais elevado, as mais morenas, normalmente têm uma excelente capacidade de produção da melanina pelos melanócitos. Estas últimas são normalmente mais resistentes também à radiação solar, pois ironicamente, a melanina, para além do tom bronzeado que confere à pele, tem como função primordial a nossa proteção solar cutânea natural contra a radiação solar.

madalena.001

Porque aparecem as manchas?

As manchas surgem na sequência de um desequilíbrio do processo de melanogénese, levando a um aumento da concentração localizado e desequilibrado de melanina, o pigmento que confere um tom acastanhado à nossa pele, devido a uma produção anárquica deste pigmento por alguns melanócitos, que entram em desequilíbrio por várias razões. O sol é a principal causa deste desequilíbrio, e associado a fatores como:

* Alterações hormonais – a puberdade, quando surgem problemas que levam à acne; a gravidez, devido às grandes oscilações hormonais, que leva ao chamado melasma ou colasma, o tão conhecido por “pano de gravidez” principalmente nas peles mais morenas; e a menopausa, onde surgem as manchas instaladas, bem como a toma diária de contraceptivos orais que afeta a maior parte das mulheres;

* Envelhecimento – manchas de senescência ou lentigo senil, muito comuns a partir dos “entas” e de mais difícil resolução, muito comuns nos tons de pele mais claros;

* Inflamações que desencadeiam manchas pós-inflamatórias – manchas castanhas que se desenvolvem nas marcas anteriores de acne, que deixa manchas de hiperpigmentação posteriormente, por exemplo, uma inflamação cutânea, uma reação a um medicamento;

* Alguns perfumes fotossenssibilizantes aplicados diretamente na pele.

Os escaldões são por exemplo uma ponte direta para o aparecimento de manchas. As sardas são outro tipo de manchas, mas que estão ligadas geralmente aos cabelos ruivos e loiros e têm uma origem genética, surgindo na infância, acentuam-se por volta dos 30 e têm tendência a regredir com a idade.

Os esfoliantes fazem desaparecer as manchas?

As esfoliações não fazem desaparecer as manchas. Mas este gesto importante de beleza prepara a pele para receber os cuidados antimanchas, e elimina a pigmentação à superfície. Portanto podem ser usados em complemento dos programas antimanchas, à noite cerca de 2 vezes por semana, para conseguir potenciar a eficácia dos antimanchas que estão a ser utilizados num programa diário.

Há alguma forma de evitarmos as manchas de pigmentação?

As zonas mais propícias a manchas são o rosto, decote e mãos, pois são as zonas que ao longo de todo o ano estão mais expostas à radiação solar. Para prevenir o aparecimento de manchas é crucial proteger a pele do sol. Nunca devemos esquecer a utilização de um protetor solar de elevado índice de proteção e limitar as exposições diretas ao sol.

E que cuidados deverão ter as grávidas para evitar as manchas?

Em alturas críticas de predisposição ao desenvolvimento de manchas como a gravidez, para além do protetor solar, há cuidados artimanhas que podem ser utilizados com segurança e que ajudam a prevenir o desenvolvimento de manchas e reduzem mesmo algumas já existentes. É importante informar-se junto do seu farmacêutico quais os que podem ser utilizados sem problemas nesta fase tão bonita, mas ao mesmo tempo tão peculiar da vida.

Começaram a aparecer manchas na pele. E agora, o que faço?

Uma vez tendo já havido desenvolvimento de manchas, deverá começar-se o quanto antes um programa antimanchas para fazer regredir a produção excessiva e localizada de melanina que está em causa, e utilizar diariamente um protetor solar de índice elevado para evitar o agravamento das mesmas. Mesmo com o começo da época balnear, há alguns cuidados cosméticos antimanchas que, não sendo fotossenssibilizantes podem ser utilizados diariamente com excelentes resultados. No caso da existência de manchas castanhas, o cuidado de tratamento cosmético antimanchas deverá ser sempre aplicado diretamente na pele limpa, de manhã e à noite durante pelo menos três meses, diariamente. Protetor solar a seguir, sempre!

Deverá, para além disso, adotar todos os cuidados referidos para evitar as manchas de hiperpigmentação. Poderá utilizar um cuidado com cor e uniformizador da tez cutânea para disfarçar as manchas existentes, enquanto faz o programa de tratamento das mesmas.

Posso usar produtos para manchas no verão? E na praia? E se utilizar, vou bronzear menos?

A maior parte dos despigmentantes são fotossenssibilizantes, e não são recomendados no verão. Mas há algumas exceções, produtos que podem ser utilizados mesmo na época balnear, mesmo que haja exposição solar, o que é ótimo pois o verão e o sol são grandes ameaças para o desenvolvimento das manchas, pelo que deverá sempre informar-se, antes da compra, se o cuidado antimanchas em questão é fotossenssibilizante.

A utilização dos antimanchas, ao contrário do que as pessoas pensam normalmente, não faz bronzear menos, os cuidados reguladores da melanogénese (os antimanchas em geral) atuam na superprodução de melanina em alguns melanócitos, e favorecem a regulação uniforme, logo um bronzeado uniforme e mais duradouro. Assim, deverão ser utilizados em todo o rosto e não apenas nas manchas.

Que cuidados devo ter com o sol, para além dos antimanchas?

Como uma das primeiras causas para o aparecimento de manchas é a exposição solar, que as desencadeia e acentua as manchas existentes, é importante, para além dos antimanchas:

– utilizar um protetor solar IP50

– fazer uma exposição moderada à radiação, alternando, por exemplo, com a utilização de autobronzeadores, que nos dão um tom equivalente. Alternados com a radiação solar são a escolha mais saudável. Existem também produtos com cor para dar um tom bronzeado ao rosto e corpo, sem exposição solar, e que ao mesmo tempo preparam a pele, estimulando a melanogénese, para o bronzeado.

– Utilizar vestuário (incluindo chapéu com abas) que proteja a radiação solar direta nas horas de maior incidência de radiação

– Privilegiar uma alimentação rica em antioxidantes que ajuda a prevenir as manchas (para além das rugas, claro!), pois os radicais livres são também responsáveis pelo desequilíbrio da melanogénese, na base deste problema.

ESTE POST também vale muito a pena ver de novo, onde desmistificamos o uso dos autobronzeadores em quem tem manchas.

Se continuam interessadas sobre este tema, têm mais informação AQUI 🙂

_____

Dark spots are so frequent on women and the doubts increase day by day, so we’ve talked to Dra. Madalena Gusmão, Pharmaceutical and General Manager of Caudalie Portugal to answer to your main doubts regarding dark spots. As the interview is too long to translate it, please leave your doubts in the comments below if you have any and we will reply as soon as possible 🙂

Instagram @styleitup

Margarida

Hi! I’m Margarida, style and beauty blogger at Style it Up

Comments

  1. Gostei bastante deste post. Ajuda a compreender melhor sobre os problemas da pele : )

    http://thelifestyleandfashion.blogspot.pt/

  2. May 20, 2015

    S.

    Gostei bastante deste post, obrigada por terem abordado este tema. Infelizmente também tenho algumas manchas na pele, que teimam em não desaparecer.

    S. (http://20secrets.blogs.sapo.pt/)

  3. May 21, 2015

    Nicole

    Boa tarde. Gostei muito do post. Mas agora, fiquei na dúvida, como saber se o creme ou serum que estou a usar é fotossenssibilizante?É porque já nao tenho a embalagem, só o tubo. Estou a usar o serum antimanchas da filorga, e não sei se este, pode ou não ser usado durante a exposição solar?

    Obrigada, Nicole.

    P.S.: Gosto muito do vosso Blog 😉 Parabéns 😉

  4. May 22, 2015

    Margarida

    Olá Nicole!
    O sérum despigmentante da Filorga pode ser utilizado com toda a segurança no verão até porque contem ingredientes ativos que previnem as hiperpigmentações fotoinduzidas. E a composição global não tem qualquer princípio ativo fotossensibilizante. É por isso que PIGMENT-PERFECT pode ser indicado na pele sensível, da grávida e durante a exposição solar, sempre acompanhado por um protetor solar com índice de proteção muito elevado.

    Espero ter ajudado! 🙂
    Beijinhos

  5. May 23, 2015

    marta

    Parabens pelo excelente post, sucinto e com as perguntas certas de quem tem esta preocupação. Obrigada!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *